Prefeito declara situação de emergência em Caxias

Diante do estrago causado pela tempestade desta quarta o prefeito Daniel Guerra (PRB) decretou situação de emergência em Caxias do Sul.

No levantamento realizado pela Prefeitura cerca 230 casas foram danificadas no Município. Dessas, em torno de 180 estão localizadas no distrito de Vila Oliva, região mais atingida da cidade. Aproximadamente 100 residências ficaram completamente destruídas no distrito caxiense.

Hoje a tarde o prefeito foi visitar Vila Oliva, no qual destacou que a Prefeitura está realizando um levantamento técnico para averiguar a extensão total dos danos, encaminhando posteriormente para homologação do decreto pelo Governo do estado.

Prefeito Guerra visita distrito de Vila Oliva (Peter Kunrath/PMCS

“Pelo que levantamos até agora, torna-se inevitável o decreto de situação de emergência. Muitas famílias foram prejudicadas e ficaram sem lar. Os prejuízos maiores se concentram em Vila Oliva, mas também registramos estragos na zona urbana da cidade. Enquanto poder público, é nossa obrigação ajudar os moradores, neste momento difícil”, ressaltou o prefeito.

Equipes da subprefeitura de Vila Oliva e das secretarias de Obras e Serviços Públicos, Habitação, Segurança Pública e Proteção Social estão desde a madrugada trabalhando no distrito. A força-tarefa também conta com funcionários da Fundação de Assistência Social (FAS), Companhia de Desenvolvimento de Caxias do Sul (Codeca), Serviço Autônomo Municipal de Água e Esgoto (Samae) e servidores da Fiscalização de Trânsito e da Guarda Municipal. Brigada Militar e Corpo de Bombeiros também intensificaram os trabalhos no local desde cedo.

As famílias desalojadas estão sendo abrigadas no Salão Paroquial do distrito de Vila Oliva, onde são servidas refeições. Também os moradores estão sem energia elétrica, sem previsão de retorno pela RGE.

Fotos: Peter Kunrath/PMCS

Comentários

comentários