Alianças veladas podem estar surgindo em Caxias

Não é promoção do dia dos namorados, que se avizinha, mas algumas alianças estão iniciando em Caxias. Não é de hoje uma sintonia em parte do discurso de Daniel Guerra (PRB) com o PT caxiense: diversos projetos comuns foram votados quando o atual prefeito foi vereador. Há até mesmo quem compare Guerra com Pepe Vargas (PT/RS) em sua forma de fazer gestão.

Porém essa aproximação não reflete o perfil do eleitorado de Guerra: a grande maioria votou no republicano por não querer nem PT e muito menos o continuísmo. Deixou até mesmo Pepe em um longínquo terceiro lugar no pleito de 2016. Isso pode ser confirmado com a votação que o PT recebeu em Caxias desde 2010, para cargos parlamentares, vem caindo consideravelmente.

Mesmo assim com a nomeação de Deisy Piovesan como secretária da Saúde ficou mais nítida essa aproximação. Apesar de não ser filiada ao PT, esta substituiu diversas vezes Justina Onzi (PT/RS) quando esta se tornou prefeita no período da gestão de Pepe Vargas.

Se não fossem motivos suficientes, apesar da terceirização eminente da UPA Zona Norte pela gestão Guerra, não se ouviu nenhum protesto efusivo por parte do Sindiserv, sindicato dos servidores da cidade. Somente uma pequena nota reiterando a questão de utilizar servidores concursados para o quadro. Hoje o sindicato é presidido por Silvana Piroli que também é atual presidente do diretório do PT na cidade.

Fica a pergunta: mesmo com uma votação expressiva, será que Guerra ainda contará com esse apoio vindo a aproximar com o PT?

 

 

 

Comentários

comentários