Não se engane: PT, PDT e PCdoB declaram apoio ao regime de Nicolás Maduro

Ocorrido nesta última quarta-feira (19) o encontro do Foro de São Paulo reuniu diversos partidos de esquerda da América Latina, dentre eles alguns brasileiros sendo PT, PCdoB e PDT, informou o Estadão.

Desta vez realizado na capital da Nicarágua, Manágua, houveram diversos discursos em prol do regime totalitário do presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, que sofre por pressão popular com protestos e manifestações levando, desde abril, a morte de mais de 100 pessoas.

Em texto conjunto os três partidos brasileiros que assinaram um manifesto – sendo que PDT não enviou representantes – dizem que a “revolução bolivariana é alvo de ataque do imperialismo e de seus lacaios”.

Reunião da esquerda no Brasil

Não é de hoje que a esquerda brasileira une seu discurso. Com leves defecções, a grande maioria dos partidos acabaram alinhados com o chamado Foro de São Paulo. Com isso o apoio a ditaduras e regimes totalitários é comum, sendo normalmente defendido os regime comunistas da Coréia do Norte e de Cuba.

Se sabe que sonho maior seria a unificação das esquerda no Brasil, sonho do pré-candidato a presidência pelo PDT, Ciro Gomes. Em entrevista ao blog do jornalista Alexandre Cabral não escondeu que poderia ter como seu vice uma figura emblemática do PT. Nessa conta pode entrar o ex-prefeito de São Paulo, Fernando Haddad.  Sob o mesmo guarda chuva viriam outros partidos de esquerda como PCdoB, PPL, quem até mesmo um PRB (que esconde que é de esquerda, mas no frigir dos ovos ele é).

De todo modo precisamos ficar alertas, pois existe um caminhar da esquerda no Brasil, e não será parecido com a esquerda liberal norte-americana.

Comentários

comentários