Guerra apresenta demandas que levará ao governador para vereadores

Tão aguardada reunião entre Daniel Guerra (PRB) e os vereadores ocorreu hoje no salão nobre da Prefeitura. Acompanhado dos secretários e presidentes das autarquias o prefeito apresentou aos parlamentares as demandas que serão levadas pelo Municípios para o governador José Ivo Sartori (PMDB).

A ideia da reunião foi com o intuito de contar com o apoio dos parlamentares para pressionar o governo do estado a liberar recursos para as áreas de saúde, segurança, educação e mobilidade. Dentre as cobranças está o repasse de R$ 8,2 milhões para a saúde da cidade e o comprometimento em manter o Hospital Geral.

Veja os pontos que serão demandados:
– Saúde: o Governo do Estado deve, atualmente, R$ 8,2 milhões na área da saúde para Caxias do Sul, incluindo valores dos repasses constitucionais para o Sistema Único de Saúde (SUS). Além disso, desde 2015, o Estado interrompeu o repasse de recursos ao Hospital Geral, que foram absorvidos pela Prefeitura de Caxias. O prefeito pedirá o repasse desses valores.
– Educação: Hoje, o Município destina R$ 2.827.276,96 referentes ao transporte público de alunos da rede estadual. Essa é uma obrigação do Governo do Estado, que será cobrada pelo prefeito.
– Segurança Pública: a Prefeitura de Caxias do Sul tem um custo de R$ 1,4 milhão/ ano em pagamentos com combustíveis para os carros da Brigada Militar, Susepe e Polícia Civil, e ainda com alugueis de moradias para soldados da Brigada Militar. Essa também é uma responsabilidade do Governo do Estado, que será apontada pelo prefeito. A ideia é utilizar esse recurso para investir na compra de equipamentos e qualificação da Guarda Municipal.
– Mobilidade: o Estado assumiu o compromisso de pagar pelas desapropriações de áreas referentes ao Aeroporto de Vila Oliva, mas até agora não o fez. Além dessa cobrança, o Município de Caxias do Sul ainda aguarda pela aprovação do DAER em relação ao projeto de construção de uma rótula na RSC-453 (Rota do Sol), próximo à Companhia de Desenvolvimento de Caxias do Sul (Codeca). Vale ressaltar que trata-se de uma rodovia estadual, portanto, a obra é de responsabilidade do Estado. Mas o Município viabilizará a construção pensando no tráfego intenso no local e nos riscos de acidentes para a comunidade.
Cobraremos do Estado o que é compromisso e responsabilidade deles. A nossa intenção é fortalecermos os investimentos nas áreas essenciais do Município. Dessa forma, teremos mais recursos para: chamamento de novos guardas municipais, compra de viaturas para a Guarda Municipal, manutenção de estradas municipais, construção de novas escolas e fortalecimento da atenção básica da rede pública de saúde – explicou Daniel Guerra.
Os vereadores agradeceram o convite para a reunião e reconheceram a importância do encontro entre os poderes. Os parlamentares também se colocaram à disposição para participar da reunião com o Governo do Estado, que ainda não tem data para acontecer. O prefeito irá protocolar o ofício solicitando a agenda na próxima segunda-feira (31/07). Há três semanas, Daniel Guerra fez o pedido de agenda com o Governador do RS e não obteve retorno.
Dos 23 vereadores compareceram 21, sendo que Elói Frizzo e Flávio Cassina não compareceram.

Comentários

comentários