Nota de Guerra mostra a banalização do impeachment

setembro 6, 2017

por — Postado em Caxias

Após o arquivamento do pedido de impeachment por unanimidade na Câmara de Vereadores o prefeito Daniel Guerra (PRB) soltou nota oficial em que ressaltou a “banalização do impeachment”.

Neste ponto ele tem razão. Há todo momento querem utilizar de subterfúgios nada democráticos para fazer valer o “tapetão” na política. Se eleito foi, mesmo que errático em sua condução da cidade, coube ao povo decidir. E não foram poucos, foram mais de 148 mil eleitores. 

Se ao todo momento que um administrador público errar querermos sua derrubada não há mais sentido para governos. Deixamos então nas mãos da anarquia – mesmo que para alguns seja o apogeu da civilização. 

Cabe a nós, eleitores, observarmos melhor as nuances e jogos de cena. Não ficarmos a defender lados A ou B como se arena de futebol fosse. Administradores Públicos devem servir tão somente ao Povo. Aquilo que passar disso é desespero e destempero.

Por isso pedidos de impeachment devem ser antecididos de crimes factuais. Algo palpável aos olhos do mais leigo. Nada baseado em conjecturas. 

Lógico que os vereadores não iriam queimar seus votos. Com eleições as portas poderiam perder eleitores, até mesmo porque a grande maioria que votou em Guerra votou neles. Mas imagino que também houve um pouco de sensatez.

Que siga o baile até 2020 onde de fato iremos trocar de prefeito, na esperança que não existam outros pedidos a espreita para dividir mais o dividido povo caxiense. 

Comentários

comentários